Menu
RSS

Confira mais um trecho do livro 'The 42nd St. Band' de Renato Russo

  • Por 
Confira mais um trecho do livro 'The 42nd St. Band' de Renato Russo

The 42 St. Band - a banda imaginária de Renato Russo surgiu quando o cantor tinha entre seus 15 e 16 anos de idade. Nessa época Renato se recuperava de uma rara e dolorosa doença óssea chamada epifisiólise, doença que o obrigou a usar cadeira de rodas.

Recluso no quarto, escreveu em inglês e ao longo de 1975 e 1976 a história sobre de futuros astros do rock que se juntaram em Londres da década de 1970. Conviviam com músicos da vida real, como Jeff Beck e Mick Taylor, do Rolling Stones.

O material foi reunido agora no livro "The 42nd St. Band – Romance de uma banda imaginária" (Companhia das Letras), lançado nesta sexta-feira (30). A organização é de Tarso de Melo. A tradução, de Guilherme Gontijo Flores.

Há evidentes semelhanças entre a trajetória da 42nd St. Band e a da Legião Urbana, a começar pelo sobrenome artístico do músico e autor. O líder da banda imaginária era Eric Russell, homenagem a Bertrand Russell e a Jean-Jacques Rousseau.

"Em Russell, há o mesmo espírito de liderança, criatividade e paixão pela arte que sempre vimos em Renato", diz a apresentação do livro. "É incrível como muito do que faria na criação da Legião Urbana tem a ver com os rumos da banda imaginária. Alguns títulos de música, como 'Aloha', já estão anunciados aqui."

Leia o trecho incial de 'The 42nd St. Band', de Renato Russo:

"OS INTEGRANTES DA 42ND ST. BAND AO LONGO DOS ANOS, EM SUAS VÁRIAS FORMAÇÕES

Mark Beauvy: guitarra, vocal, percussão
Daniel Grooves: guitarra e violão
Jeff Beck: guitarra e violão
Mick Taylor: guitarra e violão de seis e doze cordas, bandolim, baixo, vocal, percussão, pedal steel, dobro
Allan Reeves: teclado, vocal
Eric Russell: baixo, violão solo, cítara, bandolim, banjo, percussão, guitarra base, violão de doze cordas hammer dulcimer, vocal
Nicholas Beauvy: violão e guitarra de seis e doze cordas de base e solo, gaita, vocal, percussão, pedal steel, dobro, banjo, baixo
Jeff Pratt: violão e guitarra de seis e doze cordas de base e solo, vocal, percussão, hammer dulcimer de dezesseis cordas, baixo
John Robbins: vocal, piano, bateria, percussão, guitarra base, metais (saxofone, trompete)
Jon Buck: teclado, vocal, metais (saxofone, trompete, clarinete)
Jesse Philips: bateria, percussão, bandolim, banjo, rabeca, violão de seis e doze cordas

O NASCIMENTO DE TRÊS GÊNIOS DO ROCK

1955 — Nascem os três gênios do rock que mais tarde irão formar a 42nd St. Band. Eles são primos. Eric Russell (16 de março), Nick Beauvy (12 de abril), Jesse Philips (23 de junho); em Londres, Los Angeles e San Diego respectivamente. Como a mãe de Beauvy é irmã da mãe de Philips e as famílias vivem a poucos quilômetros de distância, eles sempre se veem.

1957 — Os Philips vão para o Canadá.

1963 — Mamãe Philips sente saudades e deseja ir à Grã-Bretanha visitar sua família. Eles moram lá por um ano. Jesse conhece seu primo Eric. No verão os Beauvy também vão à Grã-Bretanha. (A Mamãe Beauvy, irmã da Mamãe Philips & do Papai Russell, também sente saudades.) Nick conhece seu primo Eric.

1964 — Os Philips retornam ao Canadá. No verão os Philips e os Beauvy voltam à Grã-Bretanha para visitar os Russell.

1965 — Uma estranha e feliz coincidência. Os Russell deixam a Grã-Bretanha & em novembro vão para L.A. Os Philips também. Os Beauvy já estão lá. As crianças se dão muito bem. Todos os três curtem rock.

1967 — Os três fogem de casa e vão para São Francisco. Muita gente interessante por lá. Estão com doze anos. Depois disso, vão para o Monterey Pop Festival. Seus pais estão preocupados, vão atrás dos jovens e os trazem de volta pra casa.

1968 — Cresce o interesse deles por música. Acompanhado dos pais, Jesse visita os avós em Montana e se interessa por música country. Na volta, ele mostra aos primos algumas fitas que gravou com os baladistas locais. Eric fica muito interessado e também passa a curtir música country. Os dois começam a ter aulas de violão. Jesse troca o violão por bandolim e banjo. Nicky está mais interessado na guitarra.

1969 — Eles fogem de casa outra vez & vão para o Woodstock (junto com Bill, irmão de Jesse). Experiências bacanas, gente bacana etc. Agora estão com catorze anos. Os pais desistem de mantê-los em casa. Naquele mesmo ano eles vão ver os Stones em Altamont. Curtem muito os Stones. De repente, percebem que participaram de três eventos históricos. Surpresa! Eles decidem montar um grupo de rock. O pai de Nick dá para ele uma guitarra e ele começa a aprender sozinho. Por motivos fortuitos, Jesse Philips compra uma bateria para aprender a tocar, Eric Russell, um baixo, e Mark (irmão de Nick), uma guitarra. Eles são péssimos, mas dão pro gasto nos instrumentos acústicos. No verão, o Tio Carl Russell fica na casa de Eric e os ensina a dominar os instrumentos. Tio Carl grava os garotos no estúdio de um amigo. Eric & Jesse continuam com suas aulas: agora estão aprendendo a tocar violão (hillbilly, country, blues), banjo e bandolim.

1970 — O grupo continua com o nome de Music Box, agora com sucesso: fazem pequenos shows em colégios e festas. Tocam muito Stones, Beach Boys & Beatles. Também The Mamas & the Papas, Yardbirds etc.

1971 — Eles vão para o Havaí com os pais. Convencem-nos a deixá- los por lá com o Tio Carl, e é o que acontece. Continuam com o grupo e agora também tocam Led Zep, The Who; começam a curtir reggae, influenciados por um amigo deles, Daniel Groves, que morou na Jamaica. Ficam um ano inteiro no Havaí. Estão com dezesseis anos. O grupo continua, mas sem Mark na guitarra solo. Daniel Groves assume a posição.

1972 — Eles voltam para os Estados Unidos. Já começam a compor músicas próprias. Os Russell, os Philips e os Beauvy planejam voltar à Grã-Bretanha. A técnica dos garotos melhora. Nicholas começa a ter aulas de guitarra para tocar blues, jazz, rock, country-folk. Jesse se concentra em banjo, bandolim e steel guitar. Eric se concentra no violão (hispânico, country, blues, folk) e no baixo. O som deles toma um rumo completamente diferente; mais mellow, country-folk. Agora eles fazem shows regularmente. Mark volta ao grupo.

1973 — Eles recebem a oferta de uma gravadora (Warner Bros.) para gravações de teste. Recusam. Embora o som deles esteja cheio de overdubs, de modo que o uso de um estúdio seria perfeito, os garotos afirmam não querer que a música deles seja controlada por contratos e tal. Querem liberdade para criar. Eles vão para Torremolinos (onde Eric conhece Michelle Baumann, sua futura esposa), Marrakesh, Argel, Jamaica etc., em busca de inspiração e de uma possível nova direção musical. Estão interessados em todas as formas de música. Jesse entra na Universidade da Califórnia para estudar economia, e Eric para estudar artes da comunicação. Nick escolhe música. Os três ainda estão aprendendo a tocar: Nick, guitarra, Eric, baixo, violão, Jesse, banjo, bandolim, violino folk e bateria de vez em quando. Todos saem de casa e vão para o Havaí. O grupo continua.

1974 — Agora eles estão com dezenove anos. De janeiro até junho, no tempo livre, eles fazem gravações independentes em estúdios alugados. Em julho, os Russell e os Philips se mudam para Londres. O grupo Music Box se separa. Nick, ainda nos Estados Unidos, vai para São Francisco trabalhar como músico de estúdio e deixa o curso de música. Jesse está muito, muito interessado na música folk britânica. Passa quase o dia inteiro absorvido pelos estudos de economia. Eric estuda música em Oxford. Conhece Mick Taylor, Oliver Christiann (seu primo) e Allan Reeves (primo de Christiann). Mick Taylor os chama para se juntarem à banda dele com Jeff Beck. Eles topam (Reeves e Russell). Jesse é apresentado a Beck por Eric e passa a tocar bateria e assim nasce a 42nd St. Band. Eric e Jesse dão duro estudando e ao mesmo tempo trabalhando como músicos quase em tempo integral.

1975 — Nick vai para a Inglaterra. Cursa artes da comunicação em Cambridge. Encontra seus primos o tempo todo. Eric sente dificuldade em conciliar vida musical e estudos. Desiste de estudar música. Sente que já aprendeu o suficiente. Escreve para Nick: “Vou virar um astro do rock”. Jesse Philips continua seu curso de economia até 1976 (é difícil fazer as duas coisas: música e economia).

1977 — Os primos estão com 22 anos. Jeff Beck deixa a 42nd St. Band e Nick entra para tocar a guitarra base. Taylor assume a guitarra solo. Eric se casa com Michelle. Nick se casa com Marianne Parsons, sua paixão de infância".

Fonte: G1

Deixe seu comentário

Voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.