Menu
RSS

20 fotos do acervo de Renato Russo que fará parte de exposição em 2017

  • Por 
Sala de estar do apartamento de Renato - o imóvel que nunca foi modificado Sala de estar do apartamento de Renato - o imóvel que nunca foi modificado

Filho de Renato Russo, Giuliano Manfredini abre as portas do apartamento do pai, no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro, onde o vocalista do Legião Urbana morou entre 1990 e 1996 (ano de sua morte).

O apartamento parece um museu em si, já que permaneceu fechado e praticamente intacto por quase 20 anos. Está tudo do jeito que Renato deixou: seus discos de vinil, CDs, livros, móveis, esculturas, quadros, desenhos, fotos, discos de ouro e platina, porta-retratos, roupas e até três espingardas, que decoram uma das paredes da sala.

Confira abaixo o acervo que fará parte de uma exposição itinerante em 2017.






Foto tirada durante uma colônia de férias em 1968 mostra Renato Russo agachado, atrás da placa de apresentação.

Cartão da maternidade mostra a data de nascimento de Renato Manfredini Jr no dia 27 de março de 1960, e o nome dos pais, Renato e Carminha.

Manuscrito de "42nd Street Band", história que Renato Russo escreveu aos 15 anos, durante os 24 meses em que se recuperava de uma epifisiólise. Manuscrita em inglês, em páginas de cadernos escolares, a história conta a trajetória da fictícia banda de rock liderada pelo baixista e vocalista Eric Russell, espécie de alterego do futuro cantor da Legião Urbana

Disco de platina do álbum "Equilíbrio Distante", que Renato Russo lançou em 1995 com composições em italiano. Curiosamente, a capa do disco traz desenhos feitos por Giuliano Manfredini, filho de Renato, com representações do Pão de Açúcar, o Estádio do Maracanã, o Coliseu e a Torre de Pisa, grafada como "Torre de Pizza"

Conservados, os desenhos feitos por Renato Russo mostram uma obsessão do autor por seus personagens.


Manuscrito da música inédita "Across My Master", que Renato Russo escreveu e encontra-se no apartamento onde o cantor morou entre 1990 e 1996, no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro. Na letra, Renato diz: "Você é pai, e é pai que todos gostariam de ter (...) Eu aprendi a ler com você, mesmo sem estar a seu lado, você me ensinou a escrever sem nunca ter chegado perto de mim"

Manuscrito de um trecho da música "Só Por Hoje", em que diz: "Só por hoje eu não quero mais chorar". Última faixa do disco "O Descobrimento do Brasil" (1993), a composição é assinada por Renato e Dado Villa-Lobos.

Manuscrito de um trecho da música "Os Anjos", em que diz: "Hoje não dá, hoje não dá, vou consertar as minhas asas quebradas e descansar". Faixa do disco "O Descobrimento do Brasil" (1993), a composição é assinada apenas por Dado Villa-Lobos.

Manuscrito de Renato Russo, que encontra-se no apartamento onde o cantor morou entre 1990 e 1996, no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro, mantido pelo filho Giuliano Manfredini.

Manuscrito de Renato Russo com a listagem de músicas do disco "As Quatro Estações" (1989).


As roupas permanecem do jeito que Renato deixou, já que o imóvel permaneceu fechado e praticamente intacto por quase 20 anos.


Fonte: Música UOL

Deixe seu comentário

Voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.